terça-feira ,22 agosto 2017
Home / Politica / Governador destaca Proerd no enfrentamento às drogas e volta a cobrar presença de forças federais na fronteira
Proerd-20-anos

Governador destaca Proerd no enfrentamento às drogas e volta a cobrar presença de forças federais na fronteira

Ao destacar o trabalho preventivo do Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd) em Mato Grosso do Sul, coordenado pela Polícia Militar e participação da Secretaria de Estado de Educação (SED) e setores da sociedade organizada, o governador Reinaldo Azambuja reforçou a necessidade de uma ação mais efetiva e integrada do aparato policial de Mato Grosso do Sul com as forças federais para reprimir e combater o contrabando de drogas.

Ao participar da solenidade de abertura da 19ª Semana Nacional Antidrogas, da 2ª Semana Estadual Antidrogas e da Semana Comemorativa dos 20 anos do Proerd, realizada nesta segunda-feira (19.6), na Capital, Reinaldo Azambuja disse que o evento deve servir de reflexão e promover um maior comprometimento e engajamento de toda a sociedade no enfrentamento e prevenção à contaminação, principalmente, dos jovens pelas drogas.

Além dos programas e ações de conscientização e prevenção ao uso de substâncias ilícitas desenvolvidas pelas áreas do governo, em especial a Segurança, Saúde, Educação e Assistência Social, o Estado tem promovido com toda a sua estrutura o combate incessante ao tráfico de drogas, ressaltou o governador. Ele citou, por exemplo, as apreensões recordes de drogas, que já somaram mais de 300 toneladas em um ano.
“… O trabalho do Proerd é exemplar, são 300 mil estudantes recebendo orientação com o envolvimento da família”, comentou o governador.
“É preciso que a sociedade se envolva, criando uma consciência coletiva. O trabalho do Proerd é exemplar, são 300 mil estudantes recebendo orientação com o envolvimento da família”, comentou. “O governo tem investido na segurança, são mais de R$ 114 milhões no aparelhamento das nossas policias, reforçando nossa estrutura na fronteira com o Paraguai e a Bolívia, em 14 municípios para reduzir a entrada de drogas”, finalizou Reinaldo Azambuja.

Ação integrada

No entanto, segundo o governador, para que essa repressão obtenha mais êxito, é necessário que o governo federal se responsabilize pela segurança na faixa de fronteira e mantenha suas forças na região, trabalhando em ação integrada com o aparelhamento policial do Estado. Ele disse que tem cobrado insistentemente a presença das forças federais na fronteira e lamentou que as mudanças ministeriais não tenham permitido que essa integração se efetive.

“Esse plano de ação integrada já deveria estar sendo executado e será fundamental, por meio de um trabalho de inteligência integrada, para combatermos o cerne do problema do tráfico, que são as facções criminosas instaladas na fronteira”, disse. “Se não tivermos essa integração vamos perdendo esse guerra, cujo desafio começa pelo desmantelamento das quadrilhas.”

Virando a página

Autor da nova lei das drogas, em tramitação no Senado, o ministro do Desenvolvimento Social e Agrário, Osmar Gasparine Terra, prestigiou a abertura da Semana Antidrogas como convidado de honra e destacou a abrangência do Proerd em Mato Grosso do Sul e o trabalho desenvolvimento pelo governo no combate às drogas. “É preciso essa união do Estado com a sociedade, não tem cabimento o Brasil ser um dos países de maior consumo de drogas”, disse.

Ao citar que a droga “é uma epidemia devastadora e fator de empobrecimento e desagregação familiar”, Osmar Terra falou do crescimento assustador do número de pessoas viciadas, apontando como uma das causas a fronteira com o Paraguai e Bolívia, maiores produtores de cocaína e maconha. “Passamos mais de duas décadas sem uma política eficaz para esse enfrentamento, mas estamos virando essa página com ações como o Proerd”, pontuou.

A abertura da 19ª Semana Nacional Antidrogas, da 2ª Semana Estadual Antidrogas e da Semana Comemorativa dos 20 anos do Proerd, foi realizada no Centro de Convenções Arquiteto Rubens Gil de Camillo, com a presença da primeira dama Fátima Azambuja, secretários estaduais, deputado Junior Mochi, presidente da Assembleia Legislativa; e representantes do Judiciário e da sociedade civil. Veja mais fotos.

Você pode Gostar de:

comercio-2-672x372

Governo paga 13º salário dos servidores de MS nesta sexta-feira

 Nesta sexta-feira (16), o Governo do Estado paga o 13º salário para os 76 mil …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *